Notícias


Fonte: SP Escola de Teatro
Data: 15/01/2014.


No próximo dia 29 de janeiro, diversas ações serão realizadas em todo país para marcar o Dia Nacional da Visibilidade de Travestis e Transexuais.

No Estado de São Paulo, a Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual do Estado de São Paulo (órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania), a Secretaria de Estado da Saúde e a sociedade civil estão organizando atividades no sentido de promover o respeito a diversidade e aos direitos humanos.

A Coordenação Estadual DST/Aids-SP propõe a intensificação da Campanha “Travesti e Respeito: Olhe e veja além do preconceito” em todos os serviços de saúde. Para tanto, solicitamos apoio dos mesmos na divulgação dos materiais que compõem a campanha, entre eles a afixação dos cartazes encaminhados em 2012, nos serviços de atendimento especializado as DST/aids e em também em Unidades de Atenção Básica. Lembramos que a campanha dispõe de um Hot Site (http://www3.crt.saude.sp.gov.br/travestirespeito/) que poderá ser divulgado nas páginas locais e mídias sociais.

Serão bem-vindas outras iniciativas locais para dar visibilidade a campanha e o desenvolvimento de atividades comemorativas no âmbito municipal ou regional. Solicitamos que nos sejam enviadas as ações locais para inclusão na programação geral do Estado de São a ser divulgada em nosso site.

Para informações adicionais entrem em contato com: Márcia Giovanetti – giovanetti@crt.saude.sp.gov.br – (11) 5087 9904 e 5087 9902.

Desde já agradecemos a colaboração de tod@s

Atenciosamente,

Dra. Maria Clara Gianna
Coordenação Estadual DST/Aids-SP
Secretaria de Estado da Saúde

Fonte: Site oficial do Centro de Referência e Treinamento DST/Aids
Data: 15/01/2013.


Videoconferência
Campanha "Travesti e Respeito - Olhe e veja além do preconceito":
Usos e aplicações no cotidiano de trabalho

A videoconferência apresenta alguns conceitos básicos (orientação sexual; identidade de gênero; preconceito; discriminação; homofobia). Na ocasião, também é apresentada a Campanha “Travesti e Respeito” e discutida sua pertinência e alcance. Os videoconferencistas debatem as estratégias de distribuição e aproveitamento dos materiais impressos e recursos digitais na internet.

- Campanha “Travesti e Respeito”

Videoconferencistas: Deborah Malheiros, da Coordenadoria de Políticas para Diversidade; Márcia Giovanetti, do CRT DST/AIDS, núcleo de populações mais vulneráveis; e Janaina Lima, ativista do movimento de Travesti e pedagoga.

- Perguntas e debates

Videoconferencistas: Deborah Malheiros, da Coordenadoria de Políticas para Diversidade; Márcia Giovanetti, do CRT DST/AIDS, núcleo de populações mais vulneráveis; e Janaina Lima, ativista do movimento de Travesti e pedagoga.

Fonte: Tec-Reg - Escolas de Governo
Videoconferência exibida em 28/05/2012.


Informativo Trans - Grupo Glitter

Informativo do Grupo Pela Liberdade e Inclusão de Travestis e Transexuais Expressando o Respeito.

Clique aqui para ver a matéria completa

Fonte: Grupo Pela Liberdade e Inclusão de Travestis e Transexuais Expressando o Respeito.
Data: 01/03/2021


Justiça homenageia Dia da Visibilidade Trans com atividades no Metrô

A Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania homenageou o Dia da Visibilidade Trans com bate papo e shows da Drag Queen Renata Perón, na estação Sé do Metrô, na última segunda-feira, 30. A Secretária da Justiça, Eloisa de Souza Arruda, e o presidente do Metrô, Sérgio Avelleda, participaram das atividades.

Renata Perón apresentou dados levantados pelo Grupo Gay da Bahia, associação de defesa dos direitos humanos dos homossexuais no Brasil. A associação contabilizou 962 assassinatos de travestis e transexuais no Brasil, entre 1980 e 2011. Só no ano de 2010, 260 pessoas LGBTs foram assassinadas, sendo 104 travestis e transexuais.

Durante os depoimentos, a maioria das travestis e transexuais disse que já sofreu algum tipo de violência na vida. A própria Renata Perón perdeu um dos rins ao ser espancada em 2007, na Praça da República, por um grupo intolerante.

"A população LGBT, principalmente as travestis e transexuais, não deve se calar. Quando vocês se sentirem descriminadas, denunciem", incentivou Heloísa Gama Alves, coordenadora de Políticas para a Diversidade Sexual da Secretária da Justiça, ao falar da Lei Estadual 10.948/01, que proíbe e pune a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero no Estado do São Paulo.

Na ação do Metrô estiveram presentes: Márcia Giovanetti, do Programa Estadual de DST/Aids de São Paulo da Secretaria da Saúde; o cartunista Laerte Coutinho e diversas representantes de movimentos LGBTs.

Campanha "Travesti e Respeito – Olhe e veja além do preconceito"

"É uma campanha importante para a população de travestis e transexuais, quanto mais visibilidade existir sobre essa questão melhor", afirmou a Secretária Eloisa Arruda sobre a campanha "Travesti e Respeito – Olhe e veja além do preconceito", feita pelo Programa Estadual DST/Aids-SP da Secretaria de Estado da Saúde em parceria com a Coordenação de Políticas para a Diversidade.

Divulgada com cartazes e banners no Metrô, a campanha tem como objetivo orientar servidores públicos sobre os direitos de travestis e transexuais. Entre os direitos, está o tratamento pelo nome social, garantindo pelo Decreto Estadual 55.588 de 17 de março de 2010.

Fabiana Campos
Assessora de Imprensa
Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania
Governo do Estado de São Paulo
Tels.: 3291-2612 – Ramal: 2761

Fonte: http://www.justica.sp.gov.br
Data: 30/01/2012


Lançamento da Campanha

A Coordenação do Programa Estadual DST/AIDS-SP da Secretaria de Estado da Saúde, em parceira com a Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual, vinculada a Secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania lançou no dia 08/12/2011 a Campanha Estadual "Travesti Respeito: Olhe e veja além do Preconceito"

A iniciativa é uma ação prevista no Plano de Enfrentamento da Epidemia Entre Gays outros HSHs e Travestis e também no Plano de Promoção da Cidadania LGBT elaborado pelo Comitê Intersecretarial de Defesa da Diversidade Sexual para o biênio 2010 e 2011.

Foram elaborados um cartaz (em três versões) e dois folhetos abordando a importância e o papel dos diferentes atores sociais no que diz respeito à diversidade sexual em suas diferentes expressões. Um deles é destinado aos profissionais da saúde e o outro aos demais servidores públicos do Estado de São Paulo. Ambos enfatizam a importância do acolhimento e atendimento humanizado como princípio e prática dos profissionais que recebem esta população.

Também foi elaborado um webbanner para divulgação em páginas na internet, e suporte de atividades nas redes sociais, em campanha virtual no Facebook e Twitter, siga e compartilhe essa iniciativa.

www.facebook.com/crtdstaidssp
www.twitter.com/CRTDSTAidsSP

"Olhe e veja além do preconceito" é um convite a reflexão inteligente sobre a forma de se ver e viver a diversidade. É um convite ao exercício diário do respeito às diferenças e a convivência solidária.

Data: 08/12/2011



www.crt.saude.sp.gov.br