Servidor Público, você é um agente de mudança:

• Dirija-se a travesti por seu NOME SOCIAL, que ela escolheu e adotou.

• Permita que a travesti use o banheiro feminino. Ela se sente mais à vontade. Caso não seja possível, a solução é tornar os banheiros unissex, como o de nossas casas.

• Oriente a travesti a procurar os serviços de saúde, a realizar o teste da aids e a usar o preservativo e gel lubrificante.,

• Converse com a usuária quanto aos riscos relacionados ao uso do silicone industrial, enfatizando que a sua utilização é imprópria para uso humano e pode causar deformação física, câncer e até infecção generalizada, podendo levar à morte.





www.crt.saude.sp.gov.br